Vídeo: Tendências do uso da internet pelo homem do campo

27 Jul 2011

Segundo pesquisa da Associação Brasileira de Marketing Rural e Agronegócios (ABMR&A), de agosto de 2010, 51% dos produtores rurais possuem computadores, número 12 vezes maior que o número de agropecuaristas que possuíam computadores com acesso à internet na pesquisa feita na safra 98/99.

O aumento significativo do número de produtores que utilizam a web para se relacionar, informar e, em consequência, fechar negócios foi o tema de entrevista do programa Tendência Profissional, veiculado pelo canal de televisão Agromix na semana passada.

Para falar do crescimento do uso da internet entre produtores brasileiros, o programa convidou o diretor de marketing da Rede Rural Centro, Régis Borges, para conceder entrevista.  Veja abaixo os principais assuntos abordados no programa.

Conceito de rede de agronegócio

Nesta primeira parte, Borges explica o que é rede de agronegócio e como é constituída a Rural Centro. De acordo com ele, formar uma rede é “ter um ponto de encontro onde as pessoas possam se informar e conseguir o que elas já buscam [...], trocar informações e em função disso fazer negócios”.

 

 

 

 

 

Negócio no setor agropecuário

Diferentemente de compras populares, que podem ocorrer por impulso ao visualizar descontos, por exemplo, o negócio no setor agropecuário é mais bem estudado, afinal o produtor rural, como empresário, toma suas decisões de acordo com seu planejamento e necessidade. Para o diretor de marketing da Rural Centro, “o negócio no setor agropecuário é consequência de um relacionamento. O produtor rural é um empresário. Ele demanda relacionamento, confiabilidade e pesquisa com outras pessoas”.

 

 

 

 

Benefícios do produtor rural ao usar a internet

Então, utilizando a web como ferramenta, a pergunta é: qual o benefício tem o agropecuarista? Para Régis Borges, a questão cultural do uso da internet pelo homem do campo é relacionada à questão da confiabilidade. “Ele usa e sempre utilizou para buscar informações relativas às atividades dele e só não usava mais em função da falta do recurso”.

 

 

 

 

 

Crescimento da internet no Brasil

Com aproximadamente 80 milhões de usuários de internet no Brasil e a conexão banda larga, de alta velocidade, disponível para 88% das cidades do país, o agronegócio acompanhou a evolução da web. Na Rede Rural Centro, o número de acessos cresceu 100% no período de um ano. “Não vejo (esse crescimento) como sendo reflexo direto do que a gente disponibilizou, mas sim do que as pessoas estão lançando mão”, explicou Régis Borges, que afirmou que existem projetos de elevado nível de profissionalização que demonstram o crescimento desse mercado.

 

 

 

 

“Quem não tá em redes sociais hoje em dia”?

As ferramentas que permitem relacionamento, como redes sociais, estão estreitando as relações entre as pessoas. Num país de dimensões continentais como o Brasil, o conhecimento sobre manejo de cultivos em determinados climas e solos pode ser transmitido facilmente. “O produtor pode estar em Campo Grande, em São Paulo ou em Rondônia. Usando esse tipo de recurso, tá todo mundo junto. Não tem mais distância, é na velocidade da luz”, afirma Borges, diretor de marketing da Rural Centro.

 

 

 

 

Tendência para internet

O uso da web está evoluindo e beneficia cada vez mais o produtor rural. “As principais tendências hoje são aquelas funcionalidades que te permitem resolver teus problemas. Isso normalmente se faz através de redes que te proporcionam relacionamento”, explica Borges.

 

 

 

 

 

 

Como o produtor aproveita os relacionamentos que constrói na internet?

A ideia é ajudar o produtor rural a tomar decisões mais acertadas, diz o diretor da Rural Centro. “Não que ele não saiba o que faz. Pelo contrário, o produtor rural sabe tudo. Só que, às vezes, tem um vizinho dele que está fazendo um negócio que ele ainda não percebeu. E pode ser que o vizinho de internet dele esteja a dois mil quilômetros de distância”, diz o diretor da Rural Centro.

 

 

 

 

 

Comportamento de usuários de redes de agronegócio

Borges fala sobre o comportamento das pessoas ao utilizar as redes de agronegócio, como, por exemplo, consultar diversas pessoas de confiança para ter seu problema resolvido. Sobre a Rural Centro, Borges revela quais são as cidades que mais integram a Rede. “Você vê acesso do Brasil inteiro, inclusive muito acesso do exterior (como África, Europa, principalmente Portugal) para usar a ferramenta para fazer negócio”, disse Régis Borges.
 

 

 

 

 

E para você, como o aumento do uso da internet favorece o homem do campo? Como você utiliza a Rede para resolver seus problemas?

Fonte: Rural Centro